quarta-feira, 30 de outubro de 2019

Pesca de camarão e lagosta está proibida no Maranhão



Pescadores receberão até duas parcelas do seguro-defeso. Há três pontos afetados no Estado.


O governo publicou nessa terça-feira (29) uma instrução normativa que estabelece, em caráter excepcional, períodos adicionais de restrições à pesca de camarão e lagosta, o chamado “defeso”.
A medida é motivada pela “provável contaminação química” devido ao derramamento de óleo que levou ao surgimento das manchas de óleo no litoral do Nordeste – desde 30 de agosto, mais de 200 locais foram afetados pelas manchas. O documento ainda cita a “grave situação ambiental” decorrente da poluição pelo petróleo.
O Maranhão é um dos estados abrangidos pela medida, uma vez que ainda há três pontos contaminados pela substância.
Segundo novo relatório do IBAMA, divulgado nessa terça, dois desses pontos estão em Santo Amaro, na região dos Lençóis Maranhenses, incluindo a praia de Travosa, de onde foram retirados mais de 700 kg da substância na semana passada.
O outro ponto é a Ilha Caçacueira, que fica na Reserva Extrativista de Cururupu, na Baixada Maranhense.
Na manhã dessa terça, uma tartaruga morta foi encontrada na praia de São Marcos em São Luís. Esta foi a terceira tartaruga encontrada morta nas praias do Maranhão desde o dia 23 de setembro, quando as primeiras manchas de óleo foram detectadas no Estado.
Fonte: Central de Noticias 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Colaboradores

Arquivo do blog