terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Pai do jovem (de Barro Duro -Tutóia) que pulou de carro em movimento leva filho para casa

Eles seguiram viagem para Tutóia, no Maranhão, onde mora a família.

Leonel foi encontrado no sábado (21) e acolhido pela Defesa Civil.

Elisangela FariasDo G1 TO
8 comentários
Leonel (d) com o pai e o coordenador da Defesa Civil, João Carlos (e) (Foto: Jaksom Berolino Dourado/Defesa Civil de Talismã)Leonel (d) com o pai e o coordenador da Defesa Civil, João Carlos (e)
(Foto:Jaksom Berolino Dourado/Defesa Civil de Talismã)
Leonel Vieira Silva, de 22 anos, seguiu nesta segunda-feira (23) para Tutóia, no Maranhão, com o pai e outros dois parentes. Ele foi encontrado no sábado (21), às margens da BR-153, em Talismã, no sul do Tocantins. Ele estava desaparecido há quase dois dias após saltar de um carro em movimento, segundo relato de amigos.
O jovem havia saído de Joinville (SC) e ia para Tutóia (MA), onde moram os parentes dele quando teria se jogado com o carro em movimento. A Defesa Civil de Talismã, bombeiros, policiais e moradores fizeram buscas por toda a região. De acordo com o coordenador da Defesa Civil de Talismã, João Carlos Lopes, o pai de Leonel, Francisco Ivanildo Pereira Silva, chegou na cidade na madrugada desta segunda.
“O encontro foi emocionante. Todo o nosso empenho não tem preço”, conta o coordenador, dizendo que o pai do jovem relatou que, em fevereiro, o filho sofreu um surto, em Joinville, onde trabalha na construção civil, mas o caso não foi levado a diante. “Tinha combinado com o pai para encontrarmos no posto e quando ele me viu, foi um desespero, ele veio abraçando, agradecendo. Foi bonito, muito alegre.”
Após ser encontrado, Leonel foi acolhido na sede da Defesa Civil e, em seguida, foi para a casa do coordenador que diz que ele estava muito confuso no momento em que foi localizado. “Ele teve cortes fundos que não puderam dar pontos porque passou da hora, então ele estava com dor”, explica.
Lopes ressalta ainda que o jovem justificou a atitude dizendo que “teve vontade de pular e pulou.”  Ele relata que Leonel contou que dormiu em um morro, ao relento, e que teve medo de  morrer. "Ele disse que ouvia barulho de carro, mas não via nenhum." Eles devem chegar a Tutóia nesta terça-feira (24) e Leonel terá que voltar a Joinville no dia 6 de janeiro.
Leonel Vieira Silva foi encontrado desidratado e com ferimentos em Talismã, no Tocantins (Foto: Jaksom Berolino Dourado/Defesa Civil de Talismã)Leonel Vieira Silva foi encontrado desidratado e com ferimentos em Talismã, no Tocantins
(Foto:Jaksom Berolino Dourado/Defesa Civil de Talismã)
Buscas seguiram a 16 km de onde Leonel Vieira desapareceu (Foto: João Carlos Lopes/Defesa Civil de Talismã)Buscas seguiram a cerca 16 km de onde Leonel Vieira desapareceu
(Foto: João Carlos Lopes/Defesa Civil de Talismã)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Colaboradores

Arquivo do blog