terça-feira, 17 de novembro de 2015

Reviravolta no caso da menina estuprada em Santa Rosa dos Tomás: acusado pode ser inocente e padrastro pode ser o verdadeiro culpado

Alessandro Torres, que pode está preso injustamente

Na manhã desta terça-feita (17), os blogs do Antonio Amaral e Neto Pimentel foram procurados pela senhora Maria do Carmo e o senhor Alcides Torres, mãe e pai de Alessandro Torres, acusado de ser o estuprador da menina de 2 anos, caso ocorrido no mês de outubro Reveja a Matéria no povoado Santa Rosa dos Tomás no município de Tutoia.

De acordo com a mãe do acusado, seu filho está preso injustamente, onde pressionado e diante de várias surras sofridas, teria confessado um crime que não cometeu. Após o desabafo, os titulares dos blogs estiveram juntamente com a senhora Maria do Carmo no escritório do Dr. Emerson Aguiar, advogado de Alessandro, que relatou aos blogs, que após ouvi algumas pessoas, e perceber que a versão da família do acusado condizia com a verdade, adentrou no caso afim de resolver tal injustiça.

Dr. Emerson, disse que uma reviravolta irá acontecer no caso, pois Alessandro no dia do ato, foi acusado de forma injusta por Rodrigo que é padastro da criança, e no calor da situação todos acreditaram na versão do padastro, ficando contra Alessandro, ocorrendo o que já é conhecimento de todos, sua prisão.

De acordo com informações colhidas na conversa, o padastro da criança, conhecido como Rodrigo, passará de testemunha ocular do caso, para acusado do crime, pois há relatos do pai e da mãe da menina (vítima) e de outros que por serem menores, não podem ter a identidade revelada, que dão pistas concretas de um possível indiciamento do padastro da menina, que já teria evadido do povoado. 

Veja:

- Logo após o ato, quando a menina já estava sendo transferida para Parnaíba, o Pai encontrou o padastro (Rodrigo) queimando roupas (camisa, bermuda e cueca) no banheiro, o que achou estranho, porém no calor do momento não deu tanta atenção;

- Segunda Natália, mãe da vítima, Rodrigo (padastro), depois de dias do fato ter ocorrido, chegou em casa e teria confessado para a ela que ele cometeu o crime, jogando a culpa em Alessandro, ameaçando que mataria ela e as outras crianças caso contasse algo, o que levou a mãe a dá os filhos para outros parentes por medo, segundo o advogado do caso, até o pai teria recebido ameaças de morte por parte de Rodrigo;

- Uma outra fonte, é de um menor, que teria visto o padastro saindo do quarto em que a menina estava de maneira suspeita.

Assim, diante de tantas evidências, uma injustiça pode ter sido cometida por veículos midiáticos, pela própria polícia e até mesmo pela sociedade, logicamente induzidos pela confissão de Alessandro e pelo repúdio a um crime tão bárbaro.

O que é fato é que o estupro foi consumado, a menina de apenas 2 anos de idade foi violentada de maneira covarde, e o culpado por tal crime, precisa ser punido imediatamente com o peso da Lei.

Aguardemos o desenrolar dos fatos. 

Texto: Neto Pimentel
Colaboração: Antonio Amaral 

PUBLICIDADE:



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Colaboradores

Arquivo do blog