quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Prédio da prefeitura de Paulino Neves também ficou às escuras

Paulino Neves também foi acometida com a mesma situação inimaginável que Tutóia ainda continua: teve a energia elétrica cortada por falta de pagamento.

Segundo informações o desligamento foi feito por conta de uma ação na Justiça que teve decisão favorável à empresa CEMAR e já vem de governos anteriores ao atual.

Um porta-voz disse que a prefeitura pagou uma multa e renegociou o débito, mas o fato é que a luz foi cortada, e até segunda-feira ainda não havia sido religada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Colaboradores

Arquivo do blog