sábado, 11 de junho de 2016

Servidores públicos municipais do Maranhão se reúnem em Balsas-MA e discutem ações para o ano 2016

Exposição sobre Saúde do Trabalhador foi destacada pela especialista Lindinere Ferreira, representante da Rede Vida Viva do estado do Pernambuco-PE.

Após dois dias de intenso trabalho que se encerrou no início da noite de hoje (11) na cidade de Balsas no Sul do estado do Maranhão, a Federação dos Trabalhadores Municipais do Maranhão  - FETRAM/CUT-MA, discutiu com sindicalistas de mais de trinta municípios um plano de ações que a irá realizar ao longo do ano de 2016 em todo o estado. 

Os dirigentes de sindicatos de municípios como Tutóia, São Luis, Chapadinha, Anajatuba, Água Doce do Maranhão, Cândido Mendes, Belágua, além de muitos outros definiram ações que devem contemplar temas como saúde do trabalhador, direitos previdenciários,  negociação coletiva de trabalho, formação sindical e audiências públicas contra a corrupção que acontecerão a partir do mês de agosto até o final do ano em seis polos regionais em todo o Maranhão. 

Lindinere Ferreira ressaltou que “os trabalhadores adoecem e os sindicatos ainda não tem como prioridade a reivindicação dos direitos no sentido de cuidar da saúde do trabalhador [...] nos preocupamos mais com a questão monetária que com a saúde” enfatizou ela. Citou também o socialista Karl Marx quando proferiu a histórica frase “trabalhadores do mundo uni-vos” ressaltando que o problema de um é p problema de todos.

A expositora fez uma dinâmica chamada de “mapa do corpo”, onde distribuiu bolinhas azuis para as mulheres e bolinhas vermelhas para os homens, e, os trabalhadores participantes colocaram as referidas bolinhas em partes do corpo que sentiam dores (em alusão às prováveis doenças que acometem o servidores públicos), o mapa ficou como o mostrado na imagem.
Para o palestrante convidado, o professor Giltarlã Araújo, “existem dois modelos de sociedade: um que defende a elite e outro que defende os trabalhadores” enfatizou. 

O presidente em exercício da FETRAM, Joenesson Santana avaliou como positiva a ação da federação e disse que apesar dos avanços as prefeituras maranhenses "tem a tendência de não reconhecer os direitos dos trabalhadores [...] e estamos fazendo um levantamento em todos os municípios sobre a verdadeira realidade em que vivem os servidores para despertar o sentimento da necessidade da organização para ampliar a luta por direitos" foi enfático. 
O anfitrião da reunião o presidente em execício do Sindicato dos Servidores Municipais de Balsas, Fortaleza dos Nogueiras e Nova Colinas, Moisés Ortegal disse que "foi positiva a palestra sobre saúde do trabalhador e o planejamento das ações da Federação, além de ser uma satisfação ter recebido vários municípios do Maranhão em nossa cidade" agradeceu. 
No encerramento, todos os presidentes dos Sindicatos fizeram uma avaliação da atuação destes em seus municípios e expuseram os problemas enfrentados nas áreas da educação como ausência de licitações em compras realizadas pelas prefeituras e superfaturamento em contratos, além dos muitos desmandos dos prefeitos maranhenses. 

Outros pontos destacados:
Qualidade de vida é quase sempre sinônimo de consumo. O prazer do ter e do consumir sempre demanda que a pessoa trabalhe exageradamente em vários empregos para dar conta de consumir mais e as coisas atuais (da moda, de último lançamento).

Vida de qualidade é viver bem com o que se tem, não sacrificar o tempo com a própria pessoa e com a família. Não sacrificar a saúde para acumular. 

O advogado da FETRAM, Wlakimar Neto, comentou das 217 ações que a federação moveu contra as prefeituras maranhenses na defesa dos servidores públicos municipais. 










 
O grupo fez uma surpresa para Morgênio que fez aniversário hoje







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Colaboradores

Arquivo do blog