quarta-feira, 21 de setembro de 2016

O juiz titular da Comarca de Tutóia, Rodrigo Otávio Terças, em entrevista exclusiva diz que haverá reforço policial na eleição deste ano

O juiz Rodrigo Otávio Terças Santos disse ao blog e à Rádio Dunas Mar na tarde desta quarta (21) que a Justiça Eleitoral este ano solicitou reforço da "Força Federal e aumento do efetivo policial para intensificar o combate com vistorias e blitz mais efetivas" disse o juiz. 

Disse ainda que haverá blitz em pontos estratégicos dos municípios de Tutóia e Paulino Neves e não serão revelados por questão de estratégia porque no ano de 2012 algumas pessoas tentaram enganar a Justiça Eleitoral informando locais diferentes de onde ocorria o ilícito eleitoral. 

Ele informou também que este ano além do efetivo e da força policial haverá um juiz auxiliar para o município de Paulino Neves o que dará mais liberdade para a Justiça Eleitoral trabalhar com maior eficiência em Tutóia que é maior. 

E qualquer denúncia sobre crimes eleitorais podem ser informados através do aplicativo Pardal, um sistema integrado em todo o território nacional. 

O juiz falou ainda que a Comarca de Tutóia realiza desde o ano de 2012 um projeto chamado "Compra de voto é crime eleitoral" e o objetivo segundo o magistrado é trabalhar o eleitor no sentido de combater o ilícito eleitoral.

Para conscientizar o juiz e a equipe do Cartório Eleitoral vem realizando palestras em escolas da rede pública de Tutóia e paulino Neves, municípios integrantes da 40ª Zona Eleitoral. 

"Eu vi de 2012 pra cá que muita coisa já mudou (...), de fato não acabou o crime de compra de votos, mas a gente já viu diminuir na cidade de Tutóia e Paulino Neves uma mudança (...) e isso deve a essa multiplicação de informação que o jovem leva pra sua casa"  informou.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Colaboradores

Arquivo do blog